Apresentações de comunicações orais e pósteres
27/10 a 30/10
Horários em breve!!!
Congresso

CENTRO DE ESTUDOS EM LEITURA E LITERATURA INFANTIL E JUVENIL

"MARIA BETTY COELHO SILVA"

O CELLIJ, da Faculdade de Ciência e Tecnologia – UNESP Presidente Prudente – foi criado em 1995 com o objetivo principal de formar leitores a partir do texto literário. Também tem como meta proporcionar um diálogo direto com professores, jovens alunos, instâncias governamentais responsáveis pela implementação de políticas públicas no campo da Educação, bem como com discentes do curso de Pedagogia, seus docentes e com integrantes do Programa de Pós-Graduação em Educação. O Centro, que atende crianças e jovens da Educação Infantil até os anos finais do Ensino Fundamental, conta em sua história. Com vários projetos financiados, nacional e internacionalmente. Vale ressaltar, ainda, que o , CELLIJ atua com políticas públicas de leitura, pesquisa e comparando índices de desempenho de estudantes dos anos iniciais do Ensino Fundamental.

SOBRE O EVENTO

DESCUBRA MAIS SOBRE O EVENTO

A literatura infantil e juvenil vem passando por transformações de várias ordens nos últimos anos. Muitas delas estão relacionadas com as novas configurações da sociedade e culturais que emergem no cenário contemporâneo, frequentemente matizado a partir de conceitos como sociedade pós-moderna, sociedade da informação, resistência, modernismo tardio, entre outros. Dentro desse cenário heterogêneo e marcado por uma grande liberdade de criação, as obras mais recentes trazem inovações tanto no que diz respeito à sua forma desse cenário heterogêneo e marcado por uma grande liberdade de criação, as obras mais recentes trazem inovações tanto no que diz respeito à sua forma quanto às temáticas e às questões abordadas. Diante desse contexto, o Congresso do CELLIJ de 2020, em sua programação, dialoga com o tradicional e com o novo, em meio a uma crise instaurada, seja na censura ou no cancelamento de políticas públicas de leitura. Nesse cenário, o Congresso pensa, principalmente na capacidade de autores, editoras e ilustradores de reinventar a partir desse contexto político e cultural.

AUTOR HOMENAGEADO

Ricardo Azevedo
  O CELLIJ ganhou a arte do Congresso de 2020 de um grande amigo, Ricardo Azevedo. Devido à parceria estabelecida desde 2001, ele foi escolhido para estrelar em um momento de homenagem no Congresso : um jantar musical bastante especial com a presença desse importante amigo. Os congressistas são nossos convidados para aderirem a essa homenagem única.
  Ricardo Azevedo é um importante escritor, ilustrador, compositor e pesquisador paulista que há anos figura no cenário brasileiro como um dos representantes de um estilo literário que rompe com a pedagogização dos textos e evidencia a relavancia de crianças e jovens terem uma experiência estética com textos literários. Além de suas obras de ficção, o autor, inspirado por seu ídolo Câmara Cascudo, desenvolve um trabalho de excelência em pesquisar e publicar trabalhos sobre temas como discurso popular, literatura e poesia, problemas do uso da literatura na escola, cultura popular, música popular brasileira e questões relativas à ilustração de livros.
  Devido à qualidade de suas obras, o autor recebeu várias homenagens como o prêmio Jabuti, com os livros Alguma coisa (FTD), Maria Gomes (Scipione), Dezenove poemas desengonçados (Ática), A outra enciclopédia canina (Companhia das Letrinhas), Fragosas brenhas do mataréu (Ática), entre outros como o APCA.
  Pela qualidade do conjunto da obra, Ricardo é reconhecido ao redor do mundo e já tem livros publicados em outros países como Alemanha, Portugal, México, França e Holanda assim como textos em coletâneas publicados na Costa Rica.
  A parceria do Centro de Estudos em Leitura e Literatura Infantil e Juvenil (CELLIJ) com o autor é bastante antiga. Ele esteve presente em vários cursos de especialização realizados na UNESP e também participou duas vezes do Congresso Internacional, além de ter ofertado oficinas para os bolsistas do CELLIJ. Dessa maneira, em 2020 o Congresso fará uma homenagem a ele - pela relevância de toda a sua obra e pela contribuição na formação de leitores literários, bem como na nossa formação de pesquisadores.

PROGRAMAÇÃO

Palestras

DATA E HORÁRIO MINISTRANTES TÍTULO
26/10 - 9h Cristina Cañamares Torrijos (Espanha) Palestra de Abertura: La LIJ en el marco de una nueva enseñanza de la literatura
29/10 - 9h Lúcia Maria Barros (Portugal) Palestra de Encerramento: Literatura do século XXI: Um caminho para fazer da leitura um valor de família

Mesas Redondas

DATA E HORÁRIO EIXO MESA REDONDA PALESTRANTES
26/10 - 16h~18h Eixo 1 - Experiências na educação básica com a escrita do texto literário Leitura e escrita literária: desafios para os professores do ensino fundamental Elisa Dalla-Bonna
Maria Zilda Cunha
Mediação: Leonardo Montes Lopes
26/10 - 16h~18h Eixo 8 - Literatura infantil e ensino Literatura infantil e o leitor do século XXI: desafios e possibilidades Daniela Segabinazi
Elizabeth Cardoso
Mediação: Estela Souza
26/10 - 16h~18h Eixo 12 - Literatura infantil e juvenil e outras áreas do conhecimento Interdisciplinaridade e literatura infanto-juvenil Márcia Tavares
Zeca Debus
Mediação: Renata Junqueira
26/10 - 16h~18h Eixo 9 - Os espaços de leitura literária Bibliotecas: espaço de (trans)formação de leitores Rovilson da Silva
Antônio Nascimento de Brito
Alcione Santos
Mediação: Joana d'Arc Batista Herkenhoff
27/10 - 10h~12h Eixo 2 - Literatura Infantil para crianças pequenas Entre livros, brincadeiras e narratividades: as crianças e o universo literário Cyntia Girotto
Renata Junqueira
Mediação: Juliane Montoyama
27/10 - 10h~12h Eixo 5 - Literatura infantil e as relações com a imagem Literatura infantil: ilustrações, projeto gráfico e paratextos Marta Passos Pinheiro
Hercules Toledo Corrêa
Mediação: Vânia Belão
27/10 - 16h~18h Eixo 13 - Contação de histórias, teatro e dramaturgia: a leitura literária em outros contextos Contar histórias e formar para a docência: caminhos e percalços Rosemary de Oliveira
Ilsa Vieira Goulart
Mediação: Juliane Montoyama
27/10 - 16h~18h Eixo 7 - Temas polêmicos, interdições e censura na literatura infantojuvenil Censura e temas sensíveis: a literatura infantil e juvenil Rosa Hessel
Edgar Kirchof
Mediação: Renata Junqueira
27/10 - 16h~18h Eixo 4 - A literatura juvenil e jovens leitores Caminhos para a formação de jovens leitores: tendências da literatura infantil brasileira Pedro Afonso Barth
Berta Tagliari Feba
Mediação: Beatriz Moura
27/10 - 16h~18h Eixo 11 - Literatura e estratégias de leitura Estratégias de leitura e formação leitora Joice Ribeiro
Adair Neitzel
Sílvia Pilegi Rodrigues
Mediação: Cleide Araújo
27/10 - 16h~18h Eixo 14 - Contos de fadas, recontos e o insólito na narrativa ficcional Múltiplos olhares para os contos de fadas Marisa Gama-Kalil
Regina Michelli
Mediação: Andréia de Oliveira Iguma
27/10 - 16h~18h Eixo 3 - Poesia e oralidade Poemas, ensino e a voz Helder Pinheiro
Rosilene Koscianski da Silveira
Mediação: Silvana Ferreira Balsan
27/10 - 20h~22h Eixo 15 - O legado de Monteiro Lobato para a cultura brasileira Monteiro Lobato: um homem com diversos atributos Fernando Teixeira Luiz
Patrícia Beraldo Romano
Mediação: Aletéia Chevbotar
28/10 - 10h~12h Eixo 10 - Educação literária, Letramento literário, formação e mediação de leitores literários: entre caminhos do saber/aprender Literatura literária na infância: a mediação intercultural Eliane Debus
Mariana Cortez
Mediação: Cláudia Brandão
28/10 - 16h~18h Eixo 6 Literatura infantil e juvenil e as múltiplas linguagens Literatura infantil e juvenil e as múltiplas linguagens Fabiane Verardi
Diógenes Buenos Aires
Mediação: Gislene Barbosa

Programação Cultural

29/10 - 20h Coordenação do evento Homenagem Ricardo Azevedo
Entrega do Selo CELLIJ

PALESTRAS

Abertura: A literatura infantil e juvenil no quadro de uma nova educação em literatura
Ministrado por : Cristina Cañamares Torrijos
  O principal objetivo do ensino de literatura deve ser a aquisição de competência literária, ainda mais em um contexto como o atual, em que prevalece a educação em competências.
  A nova concepção do ensino de literatura substitui as abordagens meramente historicistas por novas estratégias de ensino nas quais a experiência pessoal de leitura se torna a pedra angular do processo de ensino-aprendizagem. Como mediadores de leitura, devemos defender a atratividade e o prazer de ler a obra literária em si, aceitando interpretações pessoais, decorrentes de estratégias de aproximação, compreensão e interação com o texto. Além disso, devemos conscientizar sobre os valores formativos da leitura literária e, ao mesmo tempo, trabalhar na leitura e na escrita significativa (Cerrillo, 2007: 18-19). No processo de formação do leitor, devemos garantir uma seleção adequada dos textos em que a LIJ pode (e deve) - em parte, por sua conexão com o folclore e o popular - introduzir as crianças à compreensão e ao prazer de aprende os textos literários. De todo modo:
  Quizá el método inmediato y urgente que debe ser rescatado para la enseñanza de la literatura sea el de la lectura: aprender a leer literariamente otra vez. Porque paradójicamente esa competencia se está perdiendo… (Villanueva, 1994: 12).
Encerramento: Literatura do século XXI: um caminho para fazer da leitura um valor de família
Ministrado por : Lúcia Maria Barrosa
  Sabemos hoje que as aprendizagens não se encontram circunscritas ao espaço escola, tendo-se assistido, ao longo dos últimos anos, a uma crescente valorização das aprendizagens não formais e informais. Normativos e diretrizes governamentais de diferentes países, assentes sobretudo nos objetivos do desenvolvimento global, vêm apontando a diversificação de estratégias e de contextos de aprendizagem como caminho para o desenvolvimento. Este novo paradigma educacional oferece as condições ideais para o envolvimento de diferentes agentes educativos, entre os quais a família.
  Se a esta nova visão da educação associarmos o potencial da atual produção literária para a infância e juventude, cada vez mais pautada por critérios de elevada qualidade estética, e caracterizada por uma ampla diversidade temática, onde tradição e inovação se encontram em permanente diálogo, reunimos dois dos ingredientes necessários à educação literária na família.
  Com efeito, vimos assistindo em vários países a uma crescente aposta em programas de promoção da leitura, nomeadamente Planos de Leitura (de que são exemplo Brasil, Portugal e Espanha), o que revela que as questões da leitura e da literacia passaram a integrar as preocupações governamentais. Todavia, tais iniciativas apenas poderão ser bem-sucedidas se forem diligenciados os meios necessários para que o livro chegue ao leitor e a experiência da leitura tenha efetivamente lugar. Referimo-nos à formação de mediadores de leitura.
  Neste sentido, à luz do novo paradigma educacional e tendo por base a literatura do século XXI, e as suas diferentes manifestações, assim como algumas experiências levadas a efeito em Portugal, propomo-nos refletir sobre a importância e os benefícios da leitura literária em família, tendo em vista a formação dos primeiros mediadores de leitura e a consequente construção de caminhos capazes de fazer da leitura um valor de família.

MESAS REDONDAS

Eixo temático 1: Experiências na educação básica com a escrita do texto literário
Eixo temático 2: Literatura infantil para crianças pequenas
Eixo temático 3: Poesia e oralidade
Eixo temático 4: A literatura juvenil e jovens leitores
Eixo temático 5: Literatura infantil e relações com a imagem
Eixo temático 6: Literatura infantil e juvenil e as múltiplas linguagens
Eixo temático 7: Temas polêmicos interdições e censura na literatura infanto-juvenil
Eixo temático 8: Literatura infantil e ensino
Eixo temático 9: Os espaços de leitura literária
Eixo temático 10: Educação literária, Letramento literário, formação e mediação de leitores literários: entre caminhos do saber/aprender
Eixo temático 11: Literatura e estratégias de leitura
Eixo temático 12: Literatura infantil e juvenil e outras áreas do conhecimento
Eixo temático 13: Contação de histórias, teatro e dramaturgia: a leitura literária em outros contextos
Eixo temático 14: Contos de fadas, recontos e o insólito na narrativa ficcional
Eixo temático 15: O legado de Monteiro Lobato para a cultura brasileira

APOIO

Prefeitura de Presidente Prudente logo GBD logo Geci Logo logo
Geci Logo logo Geci Logo logo Geci Logo logo

REALIZAÇÃO